O Maior Amor do Universo é O Amor de Jesus

O Maior Amor do Universo é O Amor de Jesus
O Maior Amor do Universo é O Amor de Jesus Por Nós Yeshua Jesus Cristo O Ungido do "Altíssimo" Único Senhor Supremo

Cristo Jesus O Maior Amor do Universo

A Gloriosa Vinda de Yeshua Jesus Nosso Salvador

A Gloriosa Vinda de Yeshua Jesus Nosso Salvador
O Filho Unigênito do Altíssimo, Jesus A Dádiva Maior

O Maior Amor do Universo Jesus Cristo

O Maior Amor do Universo Jesus Cristo
Jesus Cristo Nosso Eterno Senhor e Salvador Yeshua

O Homem Que Não Vive Para Servir, Não Serve Para Viver

O Princípio, O Meio e O Fim Jesus Cristo

O Princípio, O Meio e O Fim Jesus Cristo
O Caminho, A Verdade e A Vida

Todo Cristao deveria ouvir essa pregacao!!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

O Volume Archko Documento Que Revela A Aparência de Yeshua Jesus Filho Unigênito do Altíssimo


Outra descrição de Jesus foi encontrada em "O Volume Archko" que contém documentos de tribunais oficiais dos dias de Jesus. Esta informação confirma que Ele veio de segmentos raciais
que tiveram olhos azuis e cabelos dourados (castanhos claros). No capítulo intitulado "A Entrevista de Gamaliel" está declarado relativo ao aparecimento de Jesus (Yeshua): "Eu lhe pedi que descrevesse esta pessoa para mim, de forma que pudesse reconhece-Lo caso O encontrasse. Ele disse: 'Se você O Encontrar [Yeshua] você O Reconhecerá. Enquanto Ele for nada mais que um homem, há algo sobre Ele que o distingue de qualquer outro homem. Ele é a "Cara da Sua Mãe", só não tem a face lisa e redonda. O Seu cabelo é um pouco mais dourado que o seu, entretanto é mais queimado de sol do que qualquer outra coisa. Ele é alto, e os ombros são um pouco inclinados; o semblante é magro e de uma aparência morena, por causa da exposição ao sol. Os olhos são grandes e suavemente azuis, e bastante lerdos e concentrados….'. Este Judeu Nazareno Está Convencido Ser O Messias do mundo. Esta é a Mesma Pessoa que Nasceu da Virgem em Belém há uns vinte e seis anos atrás
– O Volume de Archko, traduzido pelos Drs. McIntosh e Twyman do Antiquário Lodge, em Genoa, Itália, a partir dos manuscritos em Constantinopla e dos registros do Sumário do Senado
levado do Vaticano em Roma (1896) 92-93


domingo, 16 de agosto de 2015

A Glorificação de Jesus e Sua Ascensão Aos Céus

A Glorificação de Cristo Consiste em Sua Ressurreição e Sua Ascensão Aos Céus, onde Cristo está Sentado à Direita do Pai. 
O sentido geral da Glorificação de Cristo está relacionado com Sua Morte na Cruz. Como, Pela Paixão e Morte de Cristo, Deus eliminou o pecado e Reconciliou o mundo consigo, de modo semelhante, pela Ressurreição de Cristo, Deus Inaugurou a Vida do mundo Futuro e a colocou à disposição dos homens. 

“Ao terceiro dia" (de Sua morte), Jesus Ressuscitou para uma Vida Nova. Sua alma e seu corpo, plenamente transfigurados com a Glória de Sua Pessoa Divina, voltaram a se unir. A alma assumiu de novo o corpo e a glória de sua alma se comunicou totalmente ao corpo. Por este motivo, “a Ressurreição de Cristo não foi um regresso à vida terrena. O Seu corpo Ressuscitado é Aquele que foi Crucificado e apresenta os vestígios da Sua Paixão, mas é doravante participante da Vida Divina com as propriedades dum corpo Glorioso". A Ressurreição do Senhor é fundamento de nossa fé, pois atesta de modo incontestável que Deus interferiu na história humana para Salvar os homens. E garante a Verdade do que prega a Igreja Sobre Deus, Sobre a Divindade de Cristo e a Salvação dos homens. Pelo contrário, como diz Paulo, “Se Cristo não Ressuscitou, Vã é Nossa Fé" (1 Cor 15, 17). 

Os Apóstolos não podiam enganar-se nem ter inventado A Ressurreição. Em primeiro lugar, se o Sepulcro de Cristo não estivesse vazio, não poderiam ter falado da Ressurreição de Jesus; além disso, se o Senhor não lhes tivesse aparecido, em várias ocasiões e a numerosos grupos de pessoas, homens e mulheres, muitos dos discípulos de Cristo não teriam podido aceitá-la, Como ocorreu inicialmente com o apóstolo Tomé. Muito menos teriam podido eles dar Sua Vida por uma mentira. Como diz Paulo: “E Se Cristo Não Tivesse Ressuscitado seríamos convencidos de ser falsas testemunhas de Deus, por termos dado Testemunho Contra Deus, afirmando que Ele Ressuscitou a Cristo, Ao Qual Não Ressuscitou" (1 Cor 15, 14.15). E quando as autoridades judias queriam silenciar a Pregação do Evangelho,  Pedro respondeu: “Há Que Obedecer a Deus antes que aos homens. O Deus de nossos pais Ressuscitou a Jesus a Quem vós destes a morte, suspendendo-O num madeiro. 

Nós Somos Testemunhos Destas Coisas" ( At 5, 29-30.32). Além de ser um evento histórico, verificado e testemunhado mediante sinais e testemunhos, a Ressurreição de Cristo é um Acontecimento Transcendente Porque “Ultrapassa a História Como Mistério da Fé, enquanto implica a entrada da humanidade de Cristo na Glória de Deus" .  Por este motivo, Jesus Ressuscitado, embora Possuindo Uma verdadeira identidade físico-corpórea, não está submetido às leis físicas terrenas, e se sujeita a elas só enquanto o deseja: “Jesus Ressuscitado é Soberanamente Livre de Aparecer aos seus discípulos como Ele quer, onde Ele quer e sob aspectos diversos". 

A Ressurreição de Cristo é um Mistério de Salvação. Mostra a Bondade e o Amor de Deus, que Recompensa a humilhação de Seu Filho, e que emprega Sua Onipotência para encher de Vida os homens. Jesus Ressuscitado Possui, em Sua Humanidade, a Plenitude da Vida Divina, para Comunicá-la aos homens. “O Ressuscitado, Vencedor do pecado e da morte, é o princípio da nossa Justificação e da nossa Ressurreição: a partir de agora, Ele garante-nos a Graça da Adoção Filial que é a participação Real na Sua Vida de Filho Unigênito; depois, no final dos tempos, Ele Ressuscitará o Nosso Corpo" . Cristo é o Primogênito entre os Mortos e Todos Ressuscitaremos por Ele e n’Ele. 
Jesus Cristo Filho Unigênito do Altíssimo.




sábado, 25 de julho de 2015

Sou Yahweh Teu Pai A Expressão Máxima do Amor Yeshua A Dádiva Maior

Tu podes não Me Conhecer, porém Eu Sei Tudo Sobre Ti (Salmo 139:1) Eu sei quando te assentas e quando te levantas (Salmo 139.2) Eu conheço todos os teus caminhos (Salmo 139.3) Até os cabelos da tua cabeça estão todos contados (Mateus 10.29- 31) Pois tu foste feito à Minha Imagem (Génesis 1.27) Em Mim Tu Vives e Te Moves, e Tens Existência (Actos 17.28) Pois Tu És a Minha Descendência (Actos 17.28) Eu já te conhecia mesmo antes de seres concebido (Jeremias 1.4-5) Eu te escolhi quando ainda planejava a criação (Efésios 1.11-12) Tu não és um erro (Salmo 139.15) Pois todos os teus dias foram escritos no meu livro (Salmos 139.16) Eu determinei a hora exacta do teu nascimento e onde deverias viver (Actos 17.26) Tu foste feito de forma admirável e maravilhosa (Salmo 139.14)
Eu te formei no ventre de tua mãe (Salmo 139.13) E te trouxe à luz no dia em que nasceste (Salmo 71.6) Eu tenho sido mal 
interpretado por aqueles que não me conhecem (João 8.41-44) 


Eu não estou distante nem zangado, mas Sou a Completa Expressão de Amor (I João 4.16) E é Meu desejo Derramar Meu Amor Sobre Ti (I João 3.1) Simplesmente porque Tu És Meu Filho, e Eu Sou O Teu Pai (I João 3.1) Eu te ofereço mais do que o teu pai terrestre jamais poderia oferecer (Mateus 7.11) Pois Eu Sou O Pai Perfeito (Mateus 5.48) Cada Boa Dádiva que Recebes Vem Da Minha Mão (Tiago 1.17) 
Pois Eu Sou O Teu Provedor e cuido de todas as tuas necessidades (Mateus 6.31-33) O meu plano para o teu futuro sempre foi cheio de Esperança (Jeremias29.11) Porque Eu Te
Amo com Um Amor Eterno (Jeremias  31.3


 Os meus pensamentos para contigo são incontáveis, como a areia da praia (Salmo 139.17-18) E eu me regozijo em ti com 
cânticos (Sofonias 3.17) Eu nunca deixarei de te fazer o bem (Jeremias 32.40) Pois tu és o meu tesouro precioso (Êxodo 19.5) Eu desejo te estabelecer com todo meu coração e toda 
minha alma (Jeremias 32.41-42) Posso revelar-te coisas grandes e maravilhosas (Jeremias 33.3) Se me buscares de todo o teu coração, me encontrarás (Deuteronómio 4.29) 
Deleita-te em mim e eu te darei os desejos do teu coração (Salmo 37.4) Pois sou eu quem colocou em ti esse desejo de me agradar (Filipenses 2.13) Eu sou capaz de fazer mais por ti do que jamais poderias imaginar (Efésios 3.20) Pois eu sou a tua maior fonte de encorajamento (II Tessalonicenses 2.16-17) Eu Sou Também o Pai que Te Consola em Todas As Tuas Aflições (II Coríntios 1.3-5) 
Quando estás quebrantado, Eu Estou 
Próximo de Ti (Salmo 34.18) 



 Como Um Pastor que leva um Cordeiro, eu te tenho carregado junto ao Meu Coração (Isaías 40.11) Um dia Eu limparei toda a lágrima dos teus olhos (Apocalipse 21.3-4) E tirarei toda a 
dor que tens sofrido nesta terra (Apocalipse 21.4) Eu Sou O Teu Pai e Te Amo, tal como Amo O Meu Filho Jesus (João 17.23) Pois em Jesus foi Revelado O Meu Amor Por Ti (João 17.26) Ele é a Representação Exata do Meu Ser (Hebreus 1.3) 
Ele veio para demonstrar que Eu Sou por ti e não contra ti (Romanos 8.31) E para dizer que Eu não estou a levar em conta os teus pecados (II Coríntios 5.18-19) Jesus morreu para 
que tu e Eu Pudéssemos Ser Reconciliados (II Coríntios 5.18-19) A Sua morte Foi A Expressão Suprema do Meu Amor Por Ti (I João 4.10) Eu Entreguei Tudo o que Amava Para Poder 
Ganhar O Teu Amor (Romanos 8.32) Se Receberes A Dádiva do Meu Filho Jesus, Recebes-Me A Mim (I João 2.23) E Nada 
Jamais Poderá Te Separar do Meu Amor (Romanos 8.38-39) 
Vem Para Casa e Haverá Grande Alegria No Céu! (Lucas 15.7) Eu Sempre Fui Pai, e Sempre Serei Pai (Efésios 3.14-15) 
A Minha Pergunta é: Queres Ser Meu Filho? 
(João 1.12-13) 
Estou à Tua Espera (Lucas 15.11-32) 




sábado, 27 de junho de 2015

A Paixão, Sofrimento, Dor, Humilhação Que Sofreu O Filho Unigênito do Altíssimo


Como “Cordeiro de Deus” Jesus não tinha defeito, sendo, sem dúvida, um homem de Boa Aparência. (João 1:29; Hebreus 7:26) E, com certeza, não estampava sempre aquele ar melancólico que lhe atribui a arte popular. É verdade que Jesus passou por muitos eventos estressantes, mas, na Sua disposição geral, ele espelhou com Perfeição Seu Pai, o “Deus Feliz”. — 1 Timóteo 1:11; Lucas 10:21; Hebreus 1:3.


Um Fator-Chave é a Aflição Extrema. Perto do dia de Sua Execução, Jesus disse: “Deveras, tenho um Batismo com que devo ser Batizado, e como estou aflito até que termine!” (Lucas 12:50) Essa aflição virou “agonia” na Sua última noite. Diz o relato: “Ficando em agonia, continuava a orar mais seriamente; e Seu suor tornou-se como gotas de Sangue Caindo ao Chão.” (Lucas 22:44) Jesus sabia que as perspectivas de vida eterna da humanidade dependiam de sua integridade até a morte. Que responsabilidade! (Mateus 20:18, 19, 28) Ele também sabia que seria executado como criminoso ‘amaldiçoado’ pelo próprio povo de Deus. Assim, ele temia que isso causasse vitupério contra Seu Pai. — Gálatas 3:13; Salmo 40:6, 7; Atos 8:32.

Depois de ter sido traído, Jesus sofreu uma série de crueldades. Num julgamento simulado realizado bem depois da meia-noite, as principais autoridades do país o ridicularizaram, cuspiram n’Ele e deram-lhe socos. Para dar ao julgamento da madrugada um ar de legitimidade, houve outro julgamento de manhã cedo. Nesse, Jesus foi interrogado por Pilatos; daí por Herodes, que, junto com seus soldados, zombou dele; e de novo por Pilatos. Por fim, Pilatos mandou açoitá-lo. E não eram chicotadas comuns. A revista JAMA, da Associação Médica Americana, disse a respeito da prática romana do açoite: “O instrumento costumeiro era um chicote curto . . . com várias correias, simples ou trançadas, de diversos comprimentos, nas quais bolinhas de ferro ou afiadas lascas de osso de ovelha eram amarradas em intervalos. . . . À medida que os soldados romanos repetidamente açoitavam as costas da vítima com toda a força, as bolinhas de ferro causavam profundas contusões, e as correias e os ossos de ovelha cortavam os tecidos cutâneos e subcutâneos. Daí, ao passo que a fustigação prosseguia, as lacerações dilaceravam os músculos subjacentes do esqueleto e produziam tremulantes tirinhas de carne viva.” Obviamente, a Vitalidade de Jesus já estava comprometida bem antes de Ele envergar-se sob o peso da estaca que carregava. De fato, a revista JAMA observou: “O abuso físico e mental infligido pelos judeus e pelos romanos, bem como a falta de alimentos, água e sono, também contribuíram para o enfraquecimento geral de sua condição. Assim, mesmo antes da Crucificação em Si, o estado físico de Jesus era no mínimo grave e, possivelmente, crítico.”


Vídeos Sobre Jesus

Loading...

O Maior Amor do Universo Jesus

O Maior Amor do Universo Jesus
Seja Feito A Tua Vontade Yeshua Jesus Cristo O Ungido do "Altíssimo" Único Senhor Supremo